Buscar
  • Daniele Scherer

QUAL O MELHOR EXAME PARA O DIAGNÓSTICO DE FIBROMIALGIA?


Vou te contar um segredo: não existe exame diagnóstico para fibromialgia!


É isso mesmo… O diagnóstico da fibromialgia é essencialmente CLÍNICO: ou seja, depende de uma boa avaliação, da história clínica, perfil de sintomas e também do exame físico. É muito importante afastar outras condições que possam gerar dores musculares/ articulares, dor difusa, fadiga - como distúrbios hormonais (hipotireoidismo), infecções e até mesmo doenças reumatológicas. Vale lembrar que, com certa frequência, a fibromialgia associa-se a outras condições em que as sensações dolorosas do corpo são amplificadas, como a síndrome do intestino irritável e cefaleia. Ela também pode estar associada a doenças autoimunes como artrite reumatoide e lúpus.


Então, quando solicitamos exames o intuito é na verdade investigar e afastar outras suspeitas diagnósticas. No caso da fibromialgia, os exames podem ser completamente normais.


Por isso, desconfie quando lhe venderem exames para fibromialgia. Mesmo a termografia, amplamente divulgada como um exame que pode auxiliar no diagnóstico da fibromialgia, não é um exame necessário para o diagnóstico - como descrito na última diretriz da Sociedade Brasileira de Reumatologia, “não existem evidências cientificas para recomendar o emprego da termografia para o diagnóstico da Fibromialgia”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo